Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

UM ROTEIRO PARA O MEC

Amigos, escrevo como docente que, através das vozes de algumas pessoas ligadas à educação e à cultura (dentre as quais se destaca o professor e amigo Olavo de Carvalho), fui indicado para a possível escolha, pelo Senhor Presidente eleito Jair Bolsonaro, como ministro da Educação.

Aceitei a indicação movido unicamente por um motivo: tornar realidade, no terreno do MEC, a proposta de governo externada pelo candidato Jair Bolsonaro, de "Mais Brasil, menos Brasília". Acho que o nosso Presidente eleito ganhou definitivo apoio da sociedade brasileira no pleito eleitoral recente, em decorrência de um fator decisivo: ele foi o único candidato que soube traduzir os anseios da classe média, que externou a insatisfação de todos os brasileiros com os rumos que os governos petistas imprimiram ao país ao ensejar uma tresloucada oposição de raças, credos, nós contra eles, como se não pudêssemos, os habitantes deste país, sedimentar alguns consensos básicos em relação ao nosso futuro. Jair Messias Bolsonaro foi eleito em razão deste fato: traduziu, com coragem e simplicidade, os anseios da maioria dos eleitores. A sua campanha, carente de tempo na mídia e de recursos, ameaçava não decolar. Decolou, e, mais ainda, ganhou as praças e ruas, através de meios singelos de comunicação como o Smartphone e a Internet, coisas que o brasileiro comum utiliza no seu dia a dia desta quadra digital da nossa sociedade tecnológica. 

Como professor e intelectual que pensa nos paradoxos estratégicos do Brasil, apostei desde o início no candidato Bolsonaro. Achei a sua proposta de escutar o que as pessoas comuns pensam uma saída real para a insatisfação e a agonia que as sufocavam, nesses tempos difíceis em que se desenhava, ameaçadora, a hegemonia vermelha dos petistas e coligados. Graças a Deus o nosso candidato saiu vencedor, numa campanha agressiva em que foram desfraldadas inúmeras iniciativas de falseamento das propostas e de fake news, e em que pese o fato de que ele próprio tivesse de pagar um preço alto com a facada de que foi vítima em Juiz de Fora, desferida por um complô do crime organizado com os radicais de sempre.

Enxergo, para o MEC, uma tarefa essencial: recolocar o sistema de ensino básico e fundamental a serviço das pessoas e não como opção burocrática sobranceira aos interesses dos cidadãos, para perpetuar uma casta que se enquistou no poder e que pretendia fazer, das Instituições Republicanas, instrumentos para a sua hegemonia política. Ora, essa tarefa de refundação passa por um passo muito simples: enquadrar o MEC no contexto da valorização da educação para a vida e a cidadania a partir dos municípios, que é onde os cidadãos realmente vivem. Acontece que a proliferação de leis e regulamentos sufocou, nas últimas décadas, a vida cidadã, tornando os brasileiros reféns de um sistema de ensino alheio às suas vidas e afinado com a tentativa de impor, à sociedade, uma doutrinação de índole cientificista e enquistada na ideologia marxista, travestida de "revolução cultural gramsciana", com toda a coorte de invenções deletérias em matéria pedagógica como a educação de gênero, a dialética do "nós contra eles" e uma reescrita da história em função dos interesses dos denominados "intelectuais orgânicos", destinada a desmontar os valores tradicionais da nossa sociedade, no que tange à preservação da vida, da família, da religião, da cidadania, em soma, do patriotismo.

Na linha dos pre-candidatos ao cargo de ministro da Educação foram aparecendo, ao longo das últimas semanas, propostas identificadas, uma delas, com a perpetuação da atual burocracia gramsciana que elaborou, no INEP, as complicadas provas do ENEM, entendidas mais como instrumentos de ideologização do que como meios sensatos para auferir a capacitação dos jovens no sistema de ensino. 

Outra proposta apareceu, afinada com as empresas financeiras que, através dos fundos de pensão internacionais, enxergam a educação brasileira como terreno onde se possam cultivar propostas altamente lucrativas para esses fundos, mas que, na realidade, ao longo das últimas décadas, produziram um efeito pernicioso, qual seja o enriquecimento de alguns donos de instituições de ensino, às custas da baixa qualidade em que foram sendo submergidas as instituições docentes, com a perspectiva sombria de esses fundos baterem asas quando o trabalho de enxugamento da máquina lucrativa tiver decaído. Convenhamos que, em termos de patriotismo, essas saídas geram mais problemas do que soluções.

Aposto, para o MEC, numa política que retome as sadias propostas dos educadores da geração de Anísio Teixeira, que enxergavam o sistema de ensino básico e fundamental como um serviço a ser oferecido pelos municípios, que iriam, aos poucos, formulando as leis que tornariam exequíveis as funções docentes. As instâncias federal e estaduais entrariam simplesmente como variáveis auxiliadoras dos municípios que carecessem de recursos e como coadunadoras das políticas que, efetivadas de baixo para cima, revelariam a feição variada do nosso tecido social no terreno da educação, sem soluções mirabolantes pensadas de cima para baixo, mas com os pés bem fincados na realidade dos conglomerados urbanos onde os cidadãos realmente moram. 

Essa proposta de uma educação construída de baixo para cima foi simplesmente ignorada pela política estatizante com que Getúlio Vargas, ao ensejo do Estado Novo, pensou as instituições republicanas, incluída nela a educação, no contexto de uma proposta tecnocrática formulada de cima para baixo, alheando os cidadãos, que passaram a desempenhar o papel de fichas de um tabuleiro de xadrez em que quem mandava era a instância da União, sobreposta aos municípios e aos Estados.

"Menos Brasília e mais Brasil", inclusive no MEC. Essa seria a minha proposta, que pretende seguir a caminhada patriótica empreendida pelo nosso Presidente eleito.

313 comentários:

  1. profesor universitario e investigador en el área de historia de las ideas, la teoría del conocimiento, la cosmología y la filosofía política.

    Isso sim é um currículo de alguém pronto para exercer o cargo de Min. Da Educação!
    Vamos juntos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo de Olavo de Carvalho??? Deve ser uma anta como ele.Copiei apenas uma parte do texto dele para demonstrar que o que digo é um fato.
      Ora, essa tarefa de refundação passa por um passo muito simples: enquadrar o MEC no contexto da valorização da educação para a vida e a cidadania a partir dos municípios, que é onde os cidadãos realmente vivem. Acontece que a proliferação de leis e regulamentos sufocou, nas últimas décadas, a vida cidadã, tornando os brasileiros reféns de um sistema de ensino alheio às suas vidas e afinado com a tentativa de impor, à sociedade, uma doutrinação de índole cientificista e enquistada na ideologia marxista, travestida de "revolução cultural gramsciana", com toda a coorte de invenções deletérias em matéria pedagógica como a educação de gênero, a dialética do "nós contra eles" e uma reescrita da história em função dos interesses dos denominados "intelectuais orgânicos", destinada a desmontar os valores tradicionais da nossa sociedade, no que tange à preservação da vida, da família, da religião, da cidadania, em soma, do patriotismo.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Uma ANTA VENDO OS OUTROS COMO ANTA .

      Excluir
    4. Esse Unknown que escreveu em 22 de novembro de 2018 as 17:45h deve ser tão imbecil que tem vergonha de escrever o próprio nome, só podia ser um esquerdista para exibir aqui toda sua ignorância em tão poucas palavras.
      Não há nada de errado no texto do professor Velez-Rodrigues a não ser um erro tipográfico. Em tese eles está muito correto.
      Os comunas piram só em pensar que o tempo deles fazerem o que querem em nossas universidades está acabando.

      Excluir
    5. Caro professor Ricardo, fiquei muito feliz e emocionada! VC foi meu professor no Mestrado. Que Deus ilumine sua caminhada+'Parabéns para o nosso presidente pela escolha!!

      Excluir
    6. O cidadão que não se identifica tem medo? Ou deve alguma coisa ou simplesmente esta tentando tumultuar. Ajuda mais quem menos atrapalha!!!

      Excluir
    7. Wow, que currículo formidável kkkkkkkkkkajsbsjshshshahahahabahahahahahahaahaheheheehehehehjjjajajajajajajandnekfkdjejdndndjdjdjdkdkdjejdjdjjdjdjdksiwjdjejrjd

      UMA VERDADEIRA BOSTA DE MINISTRO. Ainda mais indicado pelo Lixo de Carvalho.

      Excluir
    8. Sem duvidas melhor que o Fernando Haddad, de perder de vista! Agora a educação vai pra frente em vez de ficaram se preocupando com dialeto de veado!

      Excluir
    9. Atente para a situaçao caotica das salas de aula. Professsores muitissimo mal pagos e alunos cheios de energia e informaçao. Escolas caindo aos pedaços..O sentimento de menos valia no aluno e no professor. Sinceramente espero que o senhor compreenda.Boa sorte

      Excluir
    10. O mais hilário é ver as viúvas de Haddad falarem que Velez é ruim, mesmo com um currículo mais extenso do que as ciclofaixas que o poste esboçou nas vias de SP. Ahaahahahaha

      Excluir
    11. Tem um ótimo Curriculum e uma forte indicação. Cabe a nós desejar toda sorte a ele, ao Prof. Olavo de Carvalho e ao nosso Presidente.

      Excluir
    12. Petistas e psolistas vão ter um AVC com o Prof. Ricardo no Ministério da Educação. Ele é o lança-chamas com que o presidente Bolsonaro prometeu limpar o MEC dos miasmas de Paulo Freire.

      Excluir
    13. Você poderia dizer o que lhe faz creer que o currículo dele é ruim? E porque é ruim o fato dele ser indicado pelo Olavo?

      Excluir
    14. Caro ministro:
      Sou professora há 43 anos e estou decepcionada com a decadência da educação. Urge que a indisciplina seja atacada, pois não haverá método educacional que funcione em meio à bagunça.
      Desejo muito sucesso ao senhor e que seja muito feliz em seus projetos. Conte comigo.

      Excluir
    15. 43 anos de professora e não se aposentou ainda? Tem coisa errada ai, tá ok?

      Excluir
    16. Uma aberração...mas segue na linha do Inominável...vai ser um desasree... será o 1o ministro a cair. A educação está alicerçada em melhores bases e temos quadros de edyxadeducbi chão da vida que responderão a altura as afrontas desse cidadão e duas incersoes ideológicas propositais...ele é o anverso da anta...mas não durará muito

      Excluir
  2. Muita sorte ao senhor e desejo que seja o escolhido pelo nosso presidente. Precisamos de pessoas como o senhor para colocar a educação de nossas crianças e jovens como prioridade para construir um país melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi convidado e aceitou. Parabéns Jair Bolsonaro, pela escolha.

      Excluir
  3. Caro Professor Vélez-Rodriguez, interessou-se pela Escola do Porto? Visitou o Projeto Âncora, em Cotia, São Paulo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente pergunta! O professor José Pacheco está em Brasília, trabalhando para fundamentar projeto semelhante ao da Escola da Ponte na Rede Pública de Ensino.

      Excluir
  4. Caro Prof. Ricardo parabéns e coragem no desafio em pro do Brasil. Sou da Argentina e estou no Brasil a 22 anos e como Padre vejo a decadência e instrumentalização das Escolas para fins da ideologias ateias. Muito triste! Vejo uma renovação da esperança neste novo governo. Rezo pelo Sr. Deus te abençoe.
    Mons. Héctor Rios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi padre, o Estado é laico. Tá na Constituição.

      Excluir
    2. laico é o cacete, nesses 4 anos vai ser cristão, não gostou Venezuela e ali do lado!

      Excluir
    3. O estado é laico nao laicista, 80% da pupulação é cristã. Há outro detalhe no preânbulo da constituição, diz na 3 linha "sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL". Não acredita em Deus, mas no feridão do padroeiro vai para praia né.

      Excluir
    4. E o que isso tem a ver com o que o padre disse seu imbecil?

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. O Estado é laico, não o povo. Para os sapientes pergunto e aguardo a resposta: qual o povo, no tempo e no espaço, que não tem religião?

      Excluir
    7. Justamente, Antonio. O Estado é laico para garantir que TODOS OS CIDADÃOS tenham a liberdade e o direito de professar a fé que quiser, ou mesmo não ter nenhuma

      Excluir
  5. Conhecimento dos problemas e serem combatidos o senhor tem .Faço votos que tenha também e energia e a firmeza para enfrentar a "resistência" que encontrará com adeptos do petismo que têm cargos efetivos.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns professor. Indicado por Olavo, logo, não existe outra pessoa mais qualificada para tal indicação. Sendo assim, o melhor para o Brasil estar por vir.

    ResponderExcluir
  7. uma pessoa profundamente qualificada para tal missao e que nos faz transbordar de esperança... parabens mestre

    ResponderExcluir
  8. Bom texto, professor. Nessa perspectiva, o quê fazer com a prova nacional do Enem? Extinguí-la? A própria noção de prova nacional e formulada apenas em um canto, não é aplicação de ideia totalitária na educação? Ao meu ver, dever-se-ia voltar coma independencia das universidades e das regioes a escolherem seus métodos de selecao. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, Thiago Sampaio. Esse negócio de existir um exame nacional para, igual para todos, é uma furada. Quando se estabelece a independência das universidades, você seleciona muito melhor os estudantes. As provas das universidades são muito melhores elaboradas e mais objetivas, condizentes com os estudos do ensino médio e com conteúdos relacionados às regiões dos vestibulares, o que acho uma grande vantagem(conhecer a geografia e a história do local onde se vive).

      Excluir
    2. As universidades não são obrigadas a aceitar o enem como critério de ingresso.
      De fato, muitas mantêm o vestibular.

      Excluir
  9. Li ali abaixo onde diz que o senhor é amante das "canções românticas latina" e eu como professor de espanhol, estudante de mestrado em educacao em Assunção, gostaria que o senhor estando lá tivesse um olhar carinhoso pela disciplina de espanhol, afinal somos latinos e deveríamos ter uma maior comunicação com nossos irmãos, valorizando o ensino de espanhol na rede publica de ensino. E tmbm avaliar junto ao MEC essa burocracia monstruosa que as Universidades Publicas impõe para revalidar nossos diplomas de mestre e doutores feito nos países do Mercosul.

    Grande abraço

    Saludos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, partilho da mesma preocupação como professora de Espanhol no Rio de Janeiro. Triste todo esse temor com a falta do plurilinguismo e do pluriculturalismo nas escolas públicas e privadas, penso que um grande retrocesso não ser disciplina obrigatória, uma vez que nossos vizinhos são todos hispanohablantes!
      Por favor, olhe com carinho para esta questão do Espanhol como ensino obrigatório não só no Ensino Fundamental, como também no Ensino Médio.
      Abraço,
      Rachel Itaboraí

      Excluir
    2. Menos buracratizacao para revalidar nossos diplomas! Adorei o comentário!! Estudo CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO EM Cidad del Leste e corroboro da mesma ideia, pois somos pesquisadores no Brasil, que a aplicabilidade servirá para todos os brasileiros.

      Excluir
  10. Torço para que o senhor faça um ótimo trabalho. E quanto ao Homeschooling, qual a proposta?

    ResponderExcluir
  11. Professor, por favor extinga o ENEM ou desconsidere-o como substituto do vestibular. Uma prova que olha apenas para o passado do aluno não deveria ser usada como vestibular. Este sim, deve ser a(s) prova(s) que contemple duas características que interessam observar para o futuro dos candidatos: criatividade e talento.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Obrigado por aceitar esse cargo, professor. Também acho que os vestibulares tradicionais deveriam ser o único meio de aplicação para a entrada na universidade. Cobrando conteúdos objetivos e regionais.
    Muito obrigado a você, ao Olavo de Carvalho,José Monir Nasser,Pierluigi Piazzi e todos os que lutaram, e ainda lutam pela recuperação da educação no Brasil.

    ResponderExcluir
  14. Professor, se um dia eu puder ajudar nesta transformação, conte comigo. Frederico Frazão, leiloeiro, empresário, do mercado de novas tecnologias e financeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidadãos unindo forças em um único projeto de colocar o país em posição mundial de destaque. Destaque que foi planejado desde sua concepção por patriarcas como José Bonifácio.
      Seremos um farol para outras nações na restauração dos pilares em que foram construídos a civilização ocidental.

      Excluir
  15. Muito feliz com essa possibilidade de ter um professor como você assumindo esse cargo. Adquirimos muitis conhecimentos com o mestrado. Muita honra tê-lo como professor e mais ainda como Ministro da Educação.

    ResponderExcluir
  16. Acredito que a mudança educacional brasileira passa pela preocupação da sociedade como um todo. Nesse sentido, e grande o desafio e desejo, caso o senhor seja escolhido, muita força e perseverança! Conte com a ajuda dos brasileiros de bem 💪

    ResponderExcluir
  17. Torcendo muito pela sua indicação para ministro. As universidades federais chegaram no limite, transformaram -se em comitês partidários, não há ensino, nem pesquisa, nem valores morais para se formarem profissionais capazes.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Muito bem, professor! Quem mais entende o que o povo precisa é o próprio povo, e não burocratas centralizados em Brasília.

    ResponderExcluir
  20. Parabéns, meu querido Mestre! O Brasil merece o melhor! Muito orgulhosa de você, Ricardo!

    ResponderExcluir
  21. Penso que a nossa Educaçao só terá concerto se passar a ser EXIGIDA uma RECICLAGEM completa de TODO o corpo docente nacional, de todos os niveis. Obrigatoria. Quem nao quiser se submeter, exonera. Pelo menos 1 (um) ano de reciclagem.
    Grata pela atençao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Por causa dos salários baixos, a docência só acaba atraindo a sobra do mercado, ou seja, os mais despreparados não raras vezes. Os salários dos professores brasileiros estão entre os piores do mundo. Triste realidade! Não adianta reciclagem, cursos, exames de eficiência, se a carreira de professor não tem atrativos, ninguém respeita os mestres na sala de aula e as condições de trabalho são péssimas.

      Excluir
    3. Talvez a reciclagem devesse começar por vc. E sugiro que se inicie através de um curso de português, pois está clara a necessidade de "conserto" da sua escrita. Mas se não perceber ou aceitar tal necessidade e submissão, é só aguardar... O Estado exonera! Simples assim.

      Excluir
  22. Parabéns, meu professor e orientador de Doutorado, Prof. Dr. Ricardo Vélez Rodríguez.
    Só nós que atuamos como docente numa universidade pública nos últimos anos sabemos o que passamos quando não concordávamos com cartilha do MEC e a vulgata do partido. Não preciso dizer mais nada!

    ResponderExcluir
  23. Parabéns!Conheço seu valor intelectual e acho que teremos, finalmente, um Ministro a altura do cargo.
    Participei ativamente da campanha de Bolsonaro e sinto imenso orgulho pelo meu , nosso , combate.

    ResponderExcluir
  24. O Brasil precisa aceitar a prática do homeschooling e dar liberdade total para cada escola adotar seus próprios currículos e métodos.

    ResponderExcluir
  25. Parabéns professor! Que Deus e a coragem acompanhem os seus passos.

    ResponderExcluir
  26. Thiago e Tarfk, devolver a seleção a cada universidade é impedir grande parte de jovens, do Brasil todo, se candidatem às vagas, seja por sobreposição de calendários, seja por falta de condições financeiras para pagar tantas taxas e ainda viajar. Sem contar o cansaço. Além disso, Thiago, há professores autores do país todo na banca elaboradora; não me parece procedente a hipótese de que o exame seja feito apenas em um canto do país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já discuti isso com alguém. A coisa não é tão simples como você pensa. Não é só A ou B. Podem existir outras alternativas. Por que não pode se aplicar as provas nas cidades requeridas pelos alunos? Isso é plenamente possível, se não desviarem dinheiro. Acredito que nem eu, nem você temos gabarito suficiente pra achar uma solução pra isso. Mas, uma prova igual para todos é uma estupidez infinita.

      Excluir
  27. Professor, Trabalhei no MEC e conheci bem aquele Ministério e sei que pouco mudou com a saída da presidente cassada Dilma. Estou muito feliz com sua indicação que é a materialização da esperança da mudança de postura e desaparelhamento daquele Ministério.

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou servidora do MEC e sei o que é ser perseguida por não ser eleitora daquele partido horroroso. Fiquei muito feliz com a indicação do Senhor, pois vislumbro uma renovação com responsabilidade, respeito e competência pela educação. Deus o abençoe!

      Excluir
  29. Eis o "Roteiro para o MEC" elaborado pelo professor Velez Rodrigues, escolhido como Ministro da Educação. O roteiro foi escrito em 7/11/2018, quando o nome de Velez Rodriguez foi indicado ao Presidente Eleito Jair Bolsonaro.

    ResponderExcluir
  30. Parabéns, mestre!! Vamos essa nação com Educação!!!

    ResponderExcluir
  31. Parabéns professor. Deus o capacitara!

    ResponderExcluir
  32. Confirmado! Parabéns, professor. Que possa fazer um excelente trabalho e recolocar nossa educação nos trilhos. Boa sorte e sucesso, Ministro!

    ResponderExcluir
  33. Espero que nesse novo sistema de ensino os professores da Educação Básica sejam valorizados e o sistema de aprovação automática no primeiro ciclo do Ensino Fundamental seja abolido no Brasil...

    ResponderExcluir
  34. Precisamos de um programa que retome o ensino da Gramática e do Latim, por meio da internet. O latinista William Bottazzini tem um punhado de ideias nesse sentido e creio que o senhor não devesse dispensar uma proposta como essaa. Ainda que não seja de seu interesse promover uma uniformização do ensino desde Brasília, o MEC pode funcionar como auxiliar na produção deste conteúdo e mesmo como distribuidor de cartilhas, videoaulas, dentre outros materiais.

    ResponderExcluir
  35. Parabéns pela indicação, espero que sua gestão seja muito proveitosa para a nossa educação, que hoje infelizmente vive sua maior falência. Além disso, professor, gostaria de alertar sobre um problema grave, que tem afetado áreas como a saúde, que é o exame revalida, que além de ser um modelo mal conduzido, não tem sido aplicado com a frequência que deveria ocorrer, prejudicando inúmeros profissionais que por razões diversas optaram por graduar-se em outros países. O exame é de suma importância para esses profissionais, e a maneira como vem sendo aplicado prejudica também a área da saúde, o INEP tem mostrado uma condução do problema de forma irresponsável e incompetente, basta avaliar a prova do Enem, que na minha opinião, além de outras questões, possui um nível de dificuldade incompatível com o ensino fornecido pelo estado, bem como o exame do revalida que foi aplicado em agosto de 2017 e até o momento não foi finalizado e sequer lançado outro edital. Esses problemas, dentre outros, precisam ser enfrentados, espero que sua gestão seja um diferencial e enfrente com competência resolutiva os problemas graves, como os que foram citados acima. Que Deus lhe conceda sabedoria nesse novo desafio.

    ResponderExcluir
  36. Parabéns professor, eu sou professora de escola pública e estamos esperando por mudanças nas diretrizes da educação. Abraços, bom trabalho.

    ResponderExcluir
  37. Parabéns! Estou muito feliz por você ser o novo Ministro da Educação.
    Louvado seja Deus!

    ResponderExcluir
  38. Parabéns!
    Que com a sua gestão tenhamos realmente uma educação efetiva embasada nos balões éticos, Morais e cívicos fomentando a civilidade e o patriotismo !
    Boa sorte !
    Boa gestão, Senhor Ministro !

    ResponderExcluir
  39. Professor, o que pensa sobre a valorização dos professores da educação basica e tecnologoct e sobre os Institutos Federais?

    ResponderExcluir
  40. Onde se le : baloes;
    Leia-se: padrões

    ResponderExcluir
  41. Parabéns professor!Fico feliz pela sua decisão, seu sim.
    Desejo-lhe toda sabedoria, discernimento também de Deus, pra bem dirigir seus bons propósitos no nosso pais.🇧🇷
    Ficarei muito feliz em poder acompanhá-lo de longe e ver que a nossa educação terá um Ministro a altura que o Brasil merece 👏🇧🇷💚

    ResponderExcluir
  42. Parabéns pela indicação e sucesso na jornada. Vai ser uma missão e tanto ter que melhorar a educação apesar do sistema político, apesar de alguns alunos, apesar de alguns professores, apesar de alguns pais e responsáveis pelos jovens discentes. Sou professor e a cada ano que passa é palpável a perda de base cultural, de interesse no aprendizado e do compromisso com o futuro. Acredito em seu trabalho! Vamos adiante!

    ResponderExcluir
  43. Parabéns ! Que Deus lhe abençoe nesta missão tão difícil mas fundamental para o crescimento de um país, somente através da educação mudaremos o quadro sofrível em que nos encontramos, numa crise moral e ética! Boa sorte e que Deus te ilumine! O Brasil necessita! Abraços

    ResponderExcluir
  44. Mais um passo em direção ao obscurantismo. Mas pouco durará. O Brasil voltará a acordar e todos vocês passarão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.
      Tivemos momentos ruins com o PT.
      Mas o que era ruim pode piorar.

      Excluir
    2. caro deus pagão, acostume-se com a permanência da direita no poder pelas próximas décadas, pois este será o tempo que a esquerda levará para se adequar às necessidades REAIS da população, necessidades estas que no momento somente a direita pode enxergar e assim conseguiu dialogar com o povo.

      Excluir
    3. Ok, a direita esteve no poder desde 1.500 e é bem visível que ela atendeu às necessidades da população, ahahahah. Vocês bozonazis são demais!

      Excluir
    4. Fala, Baal! Concordo plenamente com você, acrescento um dado, estou espantada como um cara que estuda filosofia pode sentir orgulho de ser amigo de Olavo de Carvalho? Sem comentários!!!

      Excluir
    5. Falou "desde 1.500" já sei que é retardado.
      Os tempos dos comunistas fazendo o que querem em nossas universidades acabou, boquinhas para esquerdistas mamarem em tetas governamentais também.
      Chega de ensino marxista/gramscista, chega de ideologia de gênero, chega de provas do Enem selecionando os alunos ideologicamente, chega de doutrinação marxista em sala de aula e ensino com base em Paulo Freire que colocou o Brasil nas últimas posições em todos os rankings internacionais de educação. Agora teremos educação de verdade que só políticos e administradores de direita e conservadores de verdade podem dar. A esquerda veio só para destruir, não queremos mais vocês. Comunistas são bem-vindos em Cuba, Venezuela e Coreia do Norte. Daqui para frente se não gostaram podem ir indo para lá, e com passagem só de ida de preferência.

      Excluir
    6. nao o atraso capistalista cristao de extrema dirieta e que nao vai começar a transformar nossas universidades nuam teocracia fundamnetalista crista atrasada preoceituosa ignorante vamos a luta

      Excluir
  45. A missão mais árdua e louvável! Que Deus o abençoe!
    Neste momento inicial será necessário a experiência nas Forcas Armadas para estabelecer a Ordem e Disciplina para o Progresso. E o Amor por principio! O Sr. terá as orações e as correntes do Bem lhe protegendo.

    ResponderExcluir
  46. Emocionei me ao ler sua postagem...o Senhor colocou tudo o que nós que votamos no Presidente Bolsonaro almejamis para este país!! Desejamos que seus caminhos sejam iluminados..o povo brasileiro merece tudo de bom!! E que iniciemos as mudancas para um Brasil que está com as esperancas surgindo novamente👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  47. Parabéns pela indicação ao ministério. Que Deus ilumine o seu trabalho de modo a reinserir o Brasil no verdadeiro horizonte civilizacional.

    ResponderExcluir
  48. Exmo. Sr. Ministro, primeiramente parabéns. Creio, como o senhor,nessa via. Entretanto, sugiro-lhe observar que as bases municipais, sejam as Secretarias da Educação, sejam as diretorias das escolas, sejam as salas de aulas, estão tomadas peli socialismo. As ideologias de esquerda são o ar que respiram professores e alunos. Deste modo, creio que uma pressão Federal em sentido oposto seja necessária. O ideal seria a criminalização do socialismo como discurso e expressão de forma a calar os professores que valem-se da cartilha gramscista. Censurar o mal. Esse seria o primeiro passo. Todavia, ainda que esta não seja uma opção para o governo de Bolsonaro, vejo que se deixar a encargo das secretarias não irão mudar o status quo. Mas é apenas um achismo de minha parte e uma curiosidade. Eapero que vossa estratégia funcione. Deus o guie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bo msao as salas de aulas serem toamdas pelo "capistalismo cristao de extrema direita retrogardo e atrasado ne tem que criminalizar as seitas s desse capsitalsimo prender os charlatoes a unica cartilha aqui e a nazista

      Excluir
    2. Se só sua ideologia pode, criminalizar o pensamento diferente do seu, isso não é democracia! não ao escola sem partido, sim ao escola com todos os partidos possíveis.

      Excluir
  49. Parabéns Ministro! Gostaria de ver uma expansão das escolas militarizadas na área publica, melhor ordem, melhor comportamento, melhor concentração. Se possível buscar escola integral com ajuda de voluntários, colaboradores e empresas. Reduza custos com aulas pre-gravadas, material a distância, da larga base de conteúdo da internet ou podendo ser criado colaborativamente. Inclua conteúdo profissionalizante sempre que possível. Não esqueça o lazer com os esportes e considere as criticas do Richard Feynman. Obrigado!

    ResponderExcluir
  50. Parabéns pela sua indicação. Tenho certeza que fará um belo trabalho perante o Ministério da Educação e Cultura. Sua dedicação não será em vão, pois com seu trabalho e seriedade, iremos ter uma escola exemplo para nossos filhos.

    ResponderExcluir
  51. Estes fundamentalistas e outros como Yves Gandra, pai e filho, deviam ser confinados num mosteiro, sem água e sem pão, para adorarem o "mito". Talvez à beira da inanição consigam recuperar parte da atividade cerebral, para se deslocarem até o banheiro mais próximo, para defecarem no lugar apropriado. Saludos.

    ResponderExcluir
  52. Que Deus o abençoe Professor! Estaremos pedindo a Ele para guiar seus passos por este caminho tão árduo e dificultoso mas que chega a ser divino. Parabéns.

    ResponderExcluir
  53. Esqueci uma coisa importante: filhotes do Opus Dei.

    ResponderExcluir
  54. Parabéns Presidente Jair Messias Bolsonaro pela escolha cirúrgica para este Ministério. Não será fácil, mas com o apoio de todos seremos o Brasil que todos sonharam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoio de todos? Seremos um país de um pensamento único? Como assim? Não será fácil mesmo, pois o apoio de todos certamente nem ele nem o anticristo, que se apresentará como presidente desta república a partir do primeiro dia de 2019, terão.

      Excluir
  55. Parabéns. Agora demita todo mundo do MEC e contrate só quem prestar. Deus o abençoe, Ministro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem presta p vc? Somente aqueles que pensam como vc e como o anticristo que assumirá o comando do nosso país a partir do dia primeiro?

      Excluir
    2. bom e alguem do atraso prestar ne

      Excluir
  56. Te desejo todo o sucesso do mundo! Acredito que a educação seja a área mais difícil de se implementar mudanças, pois há professores debochados que carregam cartazes do tipo "Vou ensinar X para seu filho sim!", sendo X alguma ideia revolucionária que não adiciona nada à sociedade, e só deixa o cidadão ainda mais burro do que era antes de entrar na escola.
    Eu não sei como colocar esses debochados em seus lugares sem que isso seja, de fato, uma forma de censura. Não dá pra contar que os pais possam constranger esses professores, pois eles também não têm a menor capacidade de entender o que acontece na sala.
    Por favor, escreva mais sobre como implementar uma educação de alto nível num país com tantos semianalfabetos (incluindo professores). Eu peço não como se estivesse te desafiando, mas porque pra mim este problema parece não ter solução e eu quero ver que uma nova educação para o Brasil é possível.
    Mais uma vez te desejo sucesso e que o SENHOR esteja ao seu lado durante seu ministério.

    ResponderExcluir
  57. Brasília, 19 de novembro de 2018.
    A Ordem Nacional de Capelania Cristã – ONCC,
    em conjunto com o
    COMITÊ NACIONAL PELO ENSINO RELIGIOSO NO BRASIL .
    ASSINAM ESTA Moção de Repudio.
    1) Considerando que o Ensino Religioso é disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, de matrícula facultativa, assegurado pelo § 1º do Art. 210 da Constituição Federal de 1988;
    2) Considerando que o Ensino Religioso é parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, de matrícula facultativa, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil, vedadas quaisquer formas de proselitismo, conforme estabelecido pelo Art. 33 da LDBEN n° 9.394/1996 (alterado pela Lei n° 9.475/1997);
    3) Considerando que o Ensino Religioso é componente curricular integrante da base nacional comum nacional, segundo o Art. 14 da Resolução CNE/CEB nº 4/2010, que definiu as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica;
    4) Considerando que o Ensino Religioso é uma das áreas de conhecimento do Ensino Fundamental, de acordo com o Art. 15 da Resolução CNE/CEB nº 7/2010, que fixou as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de nove anos;
    5) Considerando que o Ensino Religioso esteve presente durante todo o processo de elaboração da primeira e segunda versão da Base Nacional Curricular Comum (BNCC), cuja proposição disponibilizada à consulta pública obteve aceitabilidade que ultrapassou os 93%.
    REPUDIA a atitude arbitrária da atual Equipe Gestora do MEC bem como do CNE, que levou a exclusão ou a não mensuração do Ensino Religioso na atual versão da resolução da BNCC.

    Além do afronte à legislação educacional vigente, tal ato manifesta a posição ideológica dos gestores do MEC/CNE em não reconhecer o estudo da diversidade cultural religiosa brasileira como um dos elementos a contribuir na formação cidadã dos estudantes de educação básica.
    Trata-se de uma afronta ao esforço de professores, pesquisadores, estudantes e instituições religiosas diversas que por mais de duas décadas veem trabalhando para construir aportes epistemológicos e metodológicos para a oferta de um Ensino Religioso não confessional, comprometido em disponibilizar aos estudantes o conhecimento da diversidade dos fenômenos religiosos, incluindo o estudo de perspectivas não religiosas, tendo em vista a educação para o diálogo, a promoção da liberdade religiosa e dos direitos humanos.
    No intento de reverter esta lamentável decisão, a ONCC e o Comitê Nacional pelo Ensino Religioso o qual faz parte, convoca todos os capelães ,pastores ,padres e eclesiásticos do Brasil associados ou não, como também professores, estudantes e pesquisadores a manifestarem publicamente o seu desagravo, à Presidência do Conselho Nacional de Educação (CNE), órgão responsável por apreciar e aprovar o documento final da BNCC.
    A ONCC apela também aos cursos de licenciatura em Ciências da Religião ou Ensino Religioso, Programas de Pós-graduação em Ciência(s) da(s) Religião(ões), Grupos de Pesquisa, Conselhos e Associações e demais instituições que defendem o ENSINO RELIGIOSO não confessional que se manifestem enviando expedientes à Presidência do CNE.

    Natan Chaves Junior
    Presidente da ONCC
    Coordenador do Comitê Nacional pelo Ensino Religioso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ensianr relgiao e uam coisa mas usar a escoal pra impro a sua com oquerems os evangelicos nao e permissivel

      Excluir
    2. O que vc escreveu aí em cima analfabeto? pode traduzir?

      Excluir
  58. Permita-me algumas perguntas, senhor professor: seu texto expressa o desejo de municipalizar a educação básica, porém, praticamente toda a educação infantil, ensino fundamental I e II são de responsabilidade municipal em nosso país, não é mesmo? Ou não entendi seu principal desejo? Ou seria a integral municipalização do ensino médio também? Haveria a municipalização dos colégios técnicos federais e colégios militares? Do Pedro II?

    ResponderExcluir
  59. Um Ministro sob medida. Graças a Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. so se for pro atraso preocenituoso fundamentalista relgiosos

      Excluir
  60. Excelente escolha, estou confiante.

    ResponderExcluir
  61. Parabéns pela excelente notícia de sua nomeação. FELICIDADES

    ResponderExcluir
  62. Sempre disponível quando se trata de educação e de Brasil. Parabéns

    ResponderExcluir
  63. Parabéns professor, a reconstrução do país tem como base a educação. Eu estava apavorada pois em minha cidade o prefeito aderiu à agenda da ONU 2030, sem passar por discussão e esclarecimento com a população, inclusive garantida por lei para que outros prefeitos sejam obrigados a seguir com as diretrizes impostas pela ONU. Estava aguardando o resultado das eleições para saber quais atitudes tomar a respeito disso. Tenho netos em fase de alfabetização e já percebo no material e nas atividades da Escola das Artes uma pincelada de desconstrução de família e de ideologia de gênero. Hoje dormirei em paz, com a certeza de que todo esse lixo será varrido da nossa educação, principalmente a de base. Muito obrigada por aceitar essa missão tão difícil, porém, tão nobre e pesada. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!

    ResponderExcluir
  64. Agora podemos dizer: Professor Ricardo, Ministro da Educação.

    ResponderExcluir
  65. Que Deus continue derramando bençãos em sua vida, muita saúde, força, coragem e sabedoria para mudar a triste realidade da educação no Brasil. Falo com propriedade pois tenho dedicado mais de 30 anos a educaçâo e é com muita alegria na alma e esperança no coração que torço para que venham dias melhores.
    Parabéns professor por aceitar a sábia escolha do nosso querido presidente

    ResponderExcluir
  66. Bem vindo ao MEC estou muito feliz pela escolha de nosso presidente e pelo seu aceite para esta tarefa desafiadora que será mudar os rumos da educação brasileira. Sou servidora desde ministério e diariamente convivo como o aparelhamento e intolerância à ideias divergentes, ao diálogo sem ser taxada de facista, racista, etc.. Parabéns e sucesso, pode contar comigo. Verônica

    ResponderExcluir
  67. Quando mais eu rezo mais assombração aparece...fica cada dia mais difícil...entender e compreender...para onde vamos...Bozo supera a cada dia a mediocridade que nos cerca....a influencia devastadora do seu maligno amigo que não ouso citar agora nos leva a este futuro Ministro da Educação para um caminho cheio de labirintos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coleguinha...está na hora de enrolar sua bandeira!..

      Excluir
  68. Lixo. Educação vai ficar pior do que já é com esse sujeitinho no ministério. Se é bom pra Olavo de Carvalho, é um lixo para o Brasil.

    ResponderExcluir
  69. O sujeito fez Doutorado na Gama Filho! Haahahhahahahaahahhahaha
    Nenhuma instituição mais interessante te aceitou teve que ir pra Gama Filho, né?
    👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾👎🏾

    ResponderExcluir
  70. os cadáveres saem do túmulo
    horrorbras!
    em 19 em remake piorado a republica bananeira da paranóia delirante milico-fascistóide. e, entreguista.
    se é escola sem escola. recomendo: quem tiver juizo, tire seu filho desta máquina de produzir idiotas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Máquina de produzir idiotas" ?
      Tá falando da escola no governo Lula-Dilma?

      Escolha ideológica é o meu ovo! O PT passou anos escolhendo gente de perfil ideológico de esquerda pro ministério da educação e vocês aí lambendo o saco deles.
      O Vélez não será um ditador q vai impor uma ideologia, mas vocês, a mídia e as universidades irão fazer parecer q vai.

      Excluir
    2. ah nao vai nao serio sera pporque nao vamso deixar ne vamso as raias da justica se preciso a educaçao do brasil nao sera transformada nuam porcaria atrasada fundamnetalista

      Excluir
  71. Exitos Ricardo Vélez-Rodríguez!
    Ricardo Escudero
    minutodigitalperu@gmail.com

    ResponderExcluir
  72. Parabéns professor. Faço votos de sucesso na gestão. Terá muitos trabalho. Precisamos reavaliar o processo de avaliação do ensino superior pelo ENADE. Infelizmente enquanto o aluno não for responsabilizado nesse processo os resultados são pífios e não condizem com a realidade. Precisa por favor promover mudanças. Conte comigo sempre.

    ResponderExcluir
  73. Que Deus o abençoe professor.
    Que venham mudanças, e tenha a certeza que terá o apoio dos que querem um Brasil livre das ameaças.

    ResponderExcluir
  74. Parabéns professor avante BRASIL

    ResponderExcluir
  75. Tem o apoio total do povo brasileiro, grande orgulho pela sua indicação, todo sucesso nessa nova missão!!!

    ResponderExcluir
  76. Parabéns pela indicação professor. Vamos varrer o marxismo.

    ResponderExcluir
  77. Invista na base, lá se muda a educação de uma nação, pense a longo prazo. Se possível leve em consideração Maria Montessori, trazendo igualdade para o país.

    ResponderExcluir
  78. Eu sou professora recém formada, acabei de passar no concurso da see mg, e darei, mesmo que nn nomeada ainda, minhas premeuras aulas em 2019, se assim Deus quiser. Me sinto privilegiada por poder começar minha carreira nesta nova era brasileira. Eu nn estou cabendo em mim de tanta facilidade e de ansiedade pra que se comece 2019. Sr Ministro, que nosso Deus derrame unção sobre sya vida e te capacite cada dia mais para que nossa educação de um salto e alcance níveis que nos traga muito orgulho. Abraços e parabéns.

    ResponderExcluir
  79. Bolsonaro prometeu um "lança-chamas" no MEC? Formidável escolha!!! Prof. Ricardo vai ser um RAIO LASER nas fuças da esquerdalha!!!

    ResponderExcluir
  80. Eu espero, que a educação no Brasil de um salto bem grande.

    Não aguento mais ver jovens, terminando o ensino médio, sem saber uma tabuada, escrever corretamente, o significado de certas palavras, as capitais dos nossos estados, quantos estados temos, quais são seus direitos e quais são seus deveres, como cidadão, cores primárias... parecem coisas banais, sem importância não é? E eles não sabem o básico, o simples. Jovens totalmente se ambição de estudar, se formar, crescer, progredir profissionalmente... infelizmente só querem produzir financeiramente, mas, sem esforço. Eu espero sinceramente, que meu filho de 02 anos e meio, tenha melhor educação escolar. Deus abençoe a sua caminhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. serio salto so se dor pro attraso e o merito de vcs na oe a melhora da educaçao nao isso e balela e impor o a relgiaão crista e seu preconceito contra minorias ao estado

      Excluir
  81. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  82. Parabéns pela escolha Presidente, e sucesso ao Professor Ricardo Valez!
    Precisamos repensar o processo de pensar!

    ResponderExcluir
  83. Pela volta da OSPB e Morais e Cívica.
    Temos muitos professores ansiosos pela oportunidade de lecionar sem a pressão de gestores incompetentes enfiados guela abaixo pelo radicalismo dos aliados do PT.
    Vale salientar a vergonhosa posição da UNE e UBES. Com sua doutrina comunista, as denuncias de décadas de mal uso do caixa das carteirinhas, pagas por estudantes de todo Brasil e não se vê acolhimento destas instituições para com os alunos, mas sim o uso de palanques a esquerda corrupta, a formação de alunos profissionais a semear a pústula comunistas nas universidades publicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bo me a doutrina capistalisaty crista de extrema dirieta ne e seu uso por pastorespicaretas o dizimo dos trouxas

      Excluir
  84. Olá. Tenho uma duvida, uma grande duvida, que sei que apenas o senhor poderá me ajudar.

    Votei no Bolsonaro por concordar com varios posicionamentos dele, e não me arrependo disso. No entanto, algumas duvidas (talvez bobas, mas ainda sim pertinentes) estão me tirando o sossego. Como de praxe, dei uma nova lida no projeto de lei da Escola Sem Partido e novamente, algo me chamou atenção.
    No artigo 3 temos o seguinte:

    "Art. 3º. São vedadas, em sala de aula, a prática de doutrinação
    política e ideológica bem como a VEÍCULAÇÃO DE CONTEUDOS ou a realização de
    atividades que possam estar em conflito com as convicções religiosas ou
    morais dos pais ou responsáveis pelos estudantes."

    Veja bem, minha duvida esta exatamente sobre a veiculação do conteúdo. Sou estudante de Química, e portanto, uma quase cientista. Basicamente, toda a química, física e biologia é baseada no método cientifico e, não raras vezes, apresenta conteúdos que vão de encontro com algumas crenças religiosas. Algumas teorias, da física e da biologia principalmente são amplamente combatidas por entidades religiosas que, se recusam a entender que uma teoria é apenas uma teoria e que ela não significa uma verdade absoluta, podendo ser mudada ou esquecida com o advento de novas descobertas. Essas entidades consideram a ciencia como uma arma contra sua ideologia. Veja bem, respeito e defendo todas as religioes, mas também sou a favor de um ensino limpo e sem idelogias (sem nenhuma mesmo). Sendo mais explicita e direto ao ponto da minha duvida: Este artigo não vedaria esses conteudos de fisica, quimica e biologia que de certa forma vão estar "conflito com as convicções religiosas ou morais dos pais ou responsáveis pelos estudantes"? Outro ponto que me preocupou foi:

    "º. As escolas confessionais e as particulares cujas práticas
    educativas sejam orientadas por concepções, princípios e valores morais,
    religiosos ou ideológicos, deverão obter dos pais ou responsáveis pelos
    estudantes, no ato da matrícula, autorização expressa para a veiculação de
    conteúdos identificados com os referidos princípios, valores e concepções"

    Nesse caso, imagine a seguinte situação.
    Uma adolescente cresceu numa familia onde todos acreditam que a terra seja plana. E portanto, o adolescente acredita nisso também. Ao ingressar na escola, os pais alegam que seu filho não poderá receber as aulas convencionais de Geografia, pois elas vão contra as concepções daquela familia. Nesse sentido, o estudante estaria privado de ter o conhecimento necessário para ingressar numa universidade, pois para o vestibular, a terra é esférica. Nesse sentido, o aluno não estaria sendo, de forma indireta, impedido de obter conhecimento devido a uma preferencia de seus pais? Onde fica a liberdade do aprender?

    Gostaria realmente que o senhor responda a essas minhas duvidas, pois acredito que o Brasil tem muito a ganhar com o conhecimento cientifico tecnologico, e se equiparar a grandes potencias nesse quesito.

    Desde já agradeço

    ResponderExcluir

  85. Parabéns ministro Ricardo Vélez! Devolva a nossas crianças o direito de estudar e crescer com uma educação digna, onde o verdadeiro professor seja valorizado e o militante, travestido de professor seja banido do convívio escolar. Devolva-nos o verdadeiro ensino que leva o aluno a raciocinar e a entender um texto e analisar uma sentença matemática. Liberte nossos jovens dos grilhões da ignorância, perpetrada por essa política educacional infame, introduzida pela esquerda demoníaca e criminosa. Boa sorte ministro e que Deus guie seus passos e do Brasil em direção a um novo tempo. Um tempo onde a ordem e progresso sejam o norte da nação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vcc nao quere o crescimento de crianças nao querem impor o preoconeito relgiosos cristao contra gays ao estado e o uni9co ativismo qaqui e ocristao mas nao vamso tolerar e deixar

      Excluir
    2. Aprenda a escrever, analfabeto !! Como alguém pode cometer tantos erros em uma frase tão curta !!

      Excluir
  86. Parabens ministro Ricardo Vélez! Estava desistindo de enfretar essa turma marxista. Voc trouxe esperança,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haah vamsop enfrentar a turma nazista que quer trasnformar o b brasil numa porcaria atrasada

      Excluir
    2. Analfabeto, você não consegue escrever corretamente uma frase !! Você tem que enfrentar o seu analfabetismo !! Aprenda a escrever primeiro e depois faça comentários sobre educação !!

      Excluir
  87. bo me um ministro alinhado co ma doutrina an nazista crisat que defende u um mode lo arcaico de sociedade baseado na bivblai nun estado laico se pensam ue vamos deixar a educaçao virar uam teocracia atrasada crista estao redondamente enganados vamos lutar ate o fim e o presidente deu ptorvas que e balela que governa pra todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não sabe escrever, aprenda primeiro e depois faça comentários sobre educação . Analfabeto !!

      Excluir
    2. Aprende a escrever, você é a prova da falência educacional deste país seu mortadela.

      Excluir
  88. a unica ideolgia que tentam impor ao estado atraves de porcarias como Escola sem partido fora o de dirieta a ideolgia atrasada arcaica e preoconceituosa do fundamentalismo religiioso cristao ne essa inclusive ao iINEP E AO enen mas nao vamos permitr tenham, certeza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo analfabeto, aprenda a escrever primeiro para depois fazer comentários sobre educação !! A maconha estragou sua cabeça !!

      Excluir
    2. Chora mais marxista, a doutrinação e a formação de militantes como vc acabou.

      Excluir
  89. Respostas
    1. Aprenda a escrever e depois faça comentários, não acerta um !!

      Excluir
  90. Nem Gramsci, nem Marx , nem o professor, o ensino fundamental precisa da parceria da família cada dia mais omissa em relação aos seu filhos

    ResponderExcluir
  91. Bom dia professor. Fiquei muito feliz com vossa indicação para participar do novo governo. Obrigado pelos aprendizados e agora por nos ajudar a conduzir a educação neste país. Major Márcio Coelho, Juiz de Fora

    ResponderExcluir
  92. Bom era o min. Haddad cabeçario bom são os últimos lugares nos testes

    ResponderExcluir
  93. Bom-dia, Professor!

    Edtou muito feliz pela sua indicação e finalmente tenho Esperança .
    Sou professora e lecionei desde 1997, agora aposentada por motivos de saúde. No entanto minha vocação religiosa me levou a morar no bairro mais carente de Campo Grande- MS, conhecido como " Cidade de Deus ".
    Lá, assim como em tantos lugares, presencio a falência da Educação conquistada nessas últimas décadas, piorada nos últimos anos . Temos crianças terminando o Ensino fundamental II sem diferenciarem vogal, sem compreenderem o que é município estado, país. É gravíssima a situação da Educação Brasileira e convido o senhor a uma visita a nossa região.
    Parabéns e que Deus o conduza nesta árdua caminhada que será " o resgate do Ensino no Brasil.

    Professora Delair

    ResponderExcluir
  94. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  95. Desejo-lhe sorte e sucesso, nesta seara nada fácil. Na expectativa de fortalecimento quanto a questão dos recursos e investimentos na educação. Que a fiscalização via FNDE seja mais presente nos municípios.

    Alcy Maihoní Rodrigues
    Fórum Popular de Defesa da Educação de Nova Iguaçu -RJ.
    [uniaodanon.blogspot.com.br]

    ResponderExcluir
  96. Nosso país vai deixar de ser cinzento, finalmente os ogros estão sendo retirados do comando..

    ResponderExcluir
  97. Caro Professor, fiquei muito feliz com a tua indicação após conhecer as suas ideias. Penso que agora estamos tomando o rumo que perdemos há tantos anos.
    Aos colegas que concordam com este posicionamento, deixem os PTralhas falando sozinhos. Nada os irrita mais do que isso. Vamos cuidar do nosso Brasil. Unknown é pra não ser considerado mesmo.

    ResponderExcluir
  98. Para aquele que se intitulou como "Unknown", ou seja, não é suficientemente homem ou mulher para colocar o seu nome, demonstra claramente que é uma perfeita "ANTA", não merecendo qualquer tipo de respeito como pessoa ou comentário sobre o que escreveu.

    ResponderExcluir
  99. Parabéns , depois de décadas de analfabetos funcionais no MEC, finalmente temos um homem culto e educador de primeira linha como ministro !!

    ResponderExcluir
  100. Parabéns professor pela indicação!! 👏👏👏 Honra a quem merece honra!! Assim como por um um determinado período obscuro da história brasileira tivemos que suportar os desmandos, as dissimulações, as doutrinações ideológicas, a relativização dos valores morais e éticos impostos por um partido corrupto apoiado por seus militantes antidemocráticos, espalhadores de discurso de ódio, violentos, agressivos, que não aceitam a diversidade de pensamento, que levantam a bandeira da erotização precoce de crianças, da ideologia de gênero - que não se confunde com o respeito à diversidade que deve ser estimulada e cultivada por todos nós -, estimação ao uso de drogas, do aborto que prega a liberdade e o direito da mulher sobre o seu próprio corpo mas que ignora que tal defesa pressupõe dessa mulher que aja com maturidade e responsabilidade, que são coniventes com práticas corruptas de seus líderes menosprezando as instituições brasileiras e suas decisões querendo, inclusive, que um condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro (Lula) e outro denunciado por corrupção, quadrilha e lavagem (Haddad) ascendessem a cargos do executivo lhes entregando novamente as chaves dos cofres públicos. Eis a degradação moral de um partido perverso que deixa nos anais históricos brasileiros registros vergonhosos. A tal Pátria Educadora da esquerda deixou mais de 14 milhões de analfabetos funcionais no ensino fundamental que não sabem interpretar simples textos ou operações básicas de matemática,como outros milhões que assim ingressam nas instituições superiores, segundo o Inaf. Preocuparam-se em formar um exército de militantes prontos a agir em nome da causa, como o que ocorreu durante o fechamento das escolas públicas por ocasião do impeachment de Dilma Rousseff, onde práticas sexuais, uso de drogas e episódios de violências foram registradas no ambiente das instituições tomadas por "estudantes" militantes orientados por seus professores doutrinadores. Tudo, claro, justificado pela causa ideológica. Professores que se aproveitam da condição cativa de seus alunos para lhes incutir seus próprios alinhamentos políticos. O resultado são visíveis nos números da ignorância que gritam mais alto do que as palavras rasas dos seguidores da seita petista. As universidades brasileiras tornaram-se pequenos feudos ideológicos da esquerda. Há hoje uma imposição para aprovação de teses, de que estejam alinhadas e fundadas em bases marxistas. E assim foi, formando professores do ensino básico a profissionais dos mais variados segmentos e graduações, que formaram um exército de militantes radicais que não encontram limites. Oriundos de variadas áreas, estão infiltrados nos mais diversos setores públicos e privados. Suas artimanhas e dissimulações não encontram limites pois são fáceis de serem identificados já que seus perfis demonstram radicalismo e completa ausência de qualquer valor moral e ético. Estrategicamente, onde se infiltram, começam dissimuladamente pregando a diversidade de idéias para conseguir adeptose, quando dominam o espaço, onde quer que estejam, passam a calar e a constranger aos demais. O Brasil clama por liberdade, finalmente ela se avizinha no horizonte. Seja bem vindo Mestre à nova equipe que levará o Brasil a um futuro melhor. Ordem, progresso, trabalho, honestidade, patriotismo e respeito, estamos ansiosos para que o mundo nos olhe com esse perfil e jamais por ser o país do maldito "jeitinho brasileiro"- ou seja, da malandragem. Estamos entrando em um novo tempo senhores. Brasil acima de tudo, Deus acima de tudos!!

    ResponderExcluir
  101. Vamos limpar as nossas escolas do Paulo Freire, do marxismo cultural , Antônio Gransci !! Vamos ensinar os brasileiros a, realmente, dominar sua língua !! Pois hoje, só vejo analfabetos funcionais !!

    ResponderExcluir
  102. parabéns pela indicação, que Deus abençoe seu trabalho.

    ResponderExcluir
  103. Caro Prof Ricardo Velez, depois de ouvir oficialmente o noticiário lhe desejo o mais profundo bem para essa nova empreitada. Descobri seu blog pelo noticiário e aqui me associo àqueles que dizem parabéns. Um rápido olhar pela internet vê-se de tudo e como não haveria de ser, de vozes dissonantes, de juízos de valor de quem sequer sabe o que o senhor é como professor e pensador. A eles, o limbo da ignorância. Lhe intencionar uma benção especial é o mínimo. E que assim seja.

    ResponderExcluir
  104. Sensação de alguém que foi salvo de um naufrágio.
    Sou professor em São Paulo, e sei na pele o que significa lutar só contra muitos.
    Que venham as verdadeiras verdades, que a muito tempo foram entulhadas abaixo de trinta anos de lixo esquerdista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na ponta do lápis... o que a educação tornou foi um lugar feio, sujo, e violento. Aluna que bate em professor, ameaça, desdenha... Espero que isso seja mudado. Tó pagando prá ver...

      Excluir
  105. A ideia de patriotismo para quem se diz cristao, é princípio da covardia; porém isso nao vem ao caso. De qualquer firma, mesmo não pensando nessa linha e nao ter sido Bolsonaro minha escolha, nao compactuo com com qualquer tipo de sabotagem, afinal sou brasileiro. No entanto, para os animados "conservadores e hipócritas" ele o talvez futuro ministro, nao fará nada sozinho, e terá pessoas ( que pensam criticamente )a sua volta o qual dependera e muito; so assim veremos o quão preoarado é. A não ser que receba ordens lá de cima para usar a força (...!), o que não duvido. Enfim, por enquanto, estamos nas mãos do acaso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velez e a filosofia Brasileira viveram no limbo da elite filosófica do brasil. A turma da Capes, todos muito extranjeirados, de tão bons que se tornaram... não conseguem entender o que é o Brasil. Ainda que... também não foi minha opção, mas torçamos para que o Prof. dure uns 2 anos no cargo.

      Excluir
  106. 👏👏👏👏👏👏👏👏, muitos professores colhem o que plantaram, sem ter consciência....esses professores nunca se perguntam pq fazem tratamento psiquiátrico, o porquê de tantos atestados médicos?!

    ResponderExcluir
  107. Pelo nosso Brasil desejo sucesso. É imprescindível que seja criado canais de comunicação dos munícipes com o Ministério da Educação. Vamos salvar e melhorar o futuro deste país.

    ResponderExcluir
  108. Parabéns professor, agr o Brasil de fato vai pra frente, e o senhor vai ajudar !!! <3

    ResponderExcluir
  109. Corrigindo: ...Sejam criados canais de comunicação...

    ResponderExcluir
  110. Professor desejo muito sucesso e que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  111. Deveria ser orgulho para a UFJF ter um professor indicado, mas não é o caso. A educação precisa de mais Jessé de Souza e Menos Vélez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas J.Souza é um grande nome. Mas vamos apostar, para além dos jogos políticos, Vélez, junto com Paim, propõe que discutamos a filosofia para além dos achismo. Apesar do nome Olavo nos provocar "curto" circuito, Velez é um acadêmico; os poucos textos que li dele no contexto de Filosofia Brasileira, ali nas linhas do texto... não vejo aberração. Não sei em outros aspectos... e como será um filósofo na "corte de Nero". Sabemos que sempre nos damos mau; Sócrates, Platão, Aristóteles, Sêneca... todos se lascaram... de algum jeito.

      Excluir
  112. Parabéns pela indicação.
    Não vi o senhor falar sobre a educação superior no texto. Gostaria que se posicionasse, inclusive porque houve propostas de retirá-la da tutela do MEC.
    E ainda, que dizer sobre a educação profissionalizante? Somos cearenses, e vivemos uma excelente experiência nesta área.

    ResponderExcluir
  113. Sempre torci por um Brasil melhor e por isso coloco à sua disposição uma proposta de lei cultural que irá beneficiar muito a educação em todos os 5570 municípios do Brasil. https://www.facebook.com/10-para-a-Cultura-554102431698404/

    ResponderExcluir
  114. Parabéns professor o Sr me representa

    ResponderExcluir
  115. Boa sorte professor, muito feliz pela sua indicação, torcemos que consiga combater o câncer marxista que impregna nossa "educação".

    ResponderExcluir
  116. Caro Prof. Dr. Ricardo Vélez Rodrigues, parabéns. Finalmente aquela geração da filosofia lá do ano de 1978, daquela celeuma da PUC do Rio, terão a oportunidade de colocar em prática aquilo que nosso mestre maior Antonio Paim debateu sobre "autoritarismo". Espero que finalmente a CAPES possa abrir para a pesquisa da filosofia no Brasil, luso-brasileira. Que filosofia seja pensar as questões universais enraizadas em nossa singularidade nacional, ibero-americana. Lembro-me de um debate de Júlio Cabrera lhe propôs por ocasião de um congresso em São João Del Rey, sobre opressão... etc... Grande desafio caro Prof. Estamos na torcida; conte conosco.

    ResponderExcluir
  117. Parabéns Professor. Deus o abençoe nesta jornada. Como professora que sou, ansiosa em ver nossos jovens crescerem intelectualmente, sem ideologias nefastas,construindo um futuro digno para o Brasil. Sua luta será árdua,conte comigo. Força e Fé, nosso país precisa de homens como o Sr. e Bolsonaro .

    ResponderExcluir
  118. Acredito que estamos dirigindo o Brasil para o lugar certo. Precisamos de pessoas capacitadas e realmente comprometidas com o Brasil e com a educação. Ainda não o conhecia, professor, mas agora torco por você. Vamos em frente e que Deus abençoe o Brasil!

    ResponderExcluir
  119. Boa sorte ao senhor. Não vai ser uma tarefa fácil, mas pelo que apresenta seu currículo não lhe faltará preparo. Pense na inversão de custo com a educação. Gaste mais no ensino de base do que no ensino superior, pois 80% que chegam no ensino publico superior são de classe média e que fizeram de uso de educação base privada.

    ResponderExcluir